NotíciasPackaging no Brasil

Klabin tem lucro líquido de R$ 1,26 bilhão no primeiro trimestre, com alta de 44%

O aumento dos preços mais do que compensou a queda nas vendas em volume e o câmbio menos favorável às exportações

No primeiro trimestre de 2023, a Klabin, maior produtora e exportadora de papéis para embalagens e soluções sustentáveis em embalagens de papel do Brasil, teve lucro líquido R$ 1,26 bilhão, alta de 44% frente ao mesmo período em 2022. O aumento dos preços mais do que compensou a queda nas vendas em volume e o câmbio menos favorável às exportações.

A receita líquida da companhia chegou a R$ 4,83 bilhões no trimestre, crescendo 9% na comparação interanual, mas recuando 5% ante o trimestre imediatamente anterior, refletindo a acomodação da demanda em papéis.

Já o Ebitda ajustado da companhia cresceu 13% ano a ano, alcançando R$ 1,94 bilhão, enquanto a margem Ebitda ajustada ficou em 40% entre janeiro e março, frente a 39% um ano antes e 37% no quarto trimestre.

Em termos de volume de vendas, a companhia vendeu 881 mil toneladas de celulose, papéis e embalagens, queda de 2% do registrado no ano anterior e 5% ante o quarto trimestre de 2022.

INVESTIMENTOS

A Klabin aportou R$ 1,17 bilhão em suas operações e projetos de expansão no primeiro trimestre de 2023. Do total, R$ 260 milhões foram destinados às operações florestais; R$ 221 milhões foram utilizados na continuidade operacional das fábricas; e R$ 173 milhões foram destinados, principalmente, a projetos já aprovados, como a construção do terminal no Porto de Paranaguá, os projetos Horizonte, no Ceará, e Figueira, em Piracicaba (SP).

Já os desembolsos para o Projeto Puma II totalizaram R$ 521 milhões, acumulando, até agora, um investimento de R$ 11,6 bilhões. As obras da Máquina de Papel 28 (MP28) seguem dentro do cronograma previsto e alcançaram 92% de conclusão, de acordo com medição realizada no último 23 de abril. O start-up da MP28 está previsto para junho deste ano.

RECONHECIMENTOS EM SUSTENTABILIDADE

As ações desenvolvidas pela Klabin nos pilares Ambiental, Social e de Governança Corporativa, permitiram que a companhia fosse incluída, pelo terceiro ano consecutivo, no The Sustainability Yearbook, índice global de sustentabilidade organizado pela consultoria internacional S&P Global, figurando em posição de destaque entre as mais bem avaliadas do mundo, estando entre as Top 1% S&P Global ESG Score – categoria de empresas com pontuação ESG mínima de 60 e que estão dentro de 1% das empresas de melhor desempenho de cada setor.

Fonte
Klabin Valor Econômico
Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo