ESGNotícias

Irani divulga Relato Integrado com avanços na agenda ESG

Empresa reforçou compromissos com a sustentabilidade, o social e a governança e anunciou resultados positivos em diversas áreas de atuação

A Irani, uma das principais indústrias de papel e embalagens sustentáveis do Brasil, divulgou recentemente o seu Relato Integrado 2023 ESG, marcando o quarto ano consecutivo de apresentação desse documento. Elaborado conforme os princípios e metodologia do International Integrated Reporting Council (IIRC) e do Global Reporting Initiative (GRI), o relatório destacou os avanços sustentáveis da empresa, sua visão de negócio, desempenho no ano anterior, além de oportunidades e compromissos futuros.

Na área social e de relacionamento, a Irani direcionou R$ 4,5 milhões para fundos municipais nas proximidades de suas unidades, utilizando leis de incentivo fiscal, e investiu R$ 660 mil em projetos sociais e doações institucionais por meio do investimento social privado. Pelo segundo ano consecutivo, a empresa integrou o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) e o Índice de Dividendos (IDIV) da B3.

No aspecto intelectual, destacaram-se iniciativas como o 1º Irani Labs (Business for Business), uma edição especial do programa de inovação aberta com startups voltada para os clientes da companhia, e a edição exclusiva do Irani Labs ESG. Além disso, o Programa Inova Ideias recebeu 43 propostas com aporte financeiro, totalizando R$ 70 mil, e um resultado operacional/potencial de R$ 3.600 mil.

“Entre os focos de 2023, tivemos o aperfeiçoamento dos sistemas de governança da empresa, refletido, por exemplo, na indicação da primeira mulher a integrar o Conselho de Administração e na criação do Conselho Fiscal. Passos assim são decisivos para a evolução dos nossos objetivos e para o crescimento da companhia”, destacou Sérgio Ribas, diretor-presidente da Irani, que ressaltou ainda que, em 2023, a Irani se tornou signatária dos Princípios de Empoderamento das Mulheres (WEPs) da ONU Mulheres.

No capital humano, a Irani alcançou 90% de satisfação dos colaboradores por meio da Pesquisa GPTW, conquistando a 29ª posição no ranking nacional, a 4ª melhor empresa para se trabalhar no RS, a 2ª melhor empresa de grande porte em SC, e a 12ª posição no ranking de SP. A empresa também se destacou no ranking GPTW Diversidade – Categoria 50+, conquistando a 11ª colocação pela primeira vez.

No segmento natural, a companhia investiu mais de R$ 204 milhões em iniciativas, melhorias e processos de gestão ambiental, alcançando 39.645 Créditos de Carbono (CER’s) disponíveis para comercialização. Em 2023, foram gerados 30.419 CER’s pelos projetos MDL Estação de Tratamento de Efluentes e da Usina de Cogeração na ONU.

Sérgio Ribas destacou ainda que, em 2023, a operação de Re-IPO da empresa na B3 completou um ciclo de três anos, possibilitando à companhia concretizar um robusto plano de investimentos – a Plataforma Gaia. “Conseguimos ampliar significativamente o quadro de investidores, que chegou ao patamar de 80 mil, o que demonstra a confiança nos resultados apresentados ao mercado”, concluiu.

Para ler o Relato Integrado 2023 ESG na íntegra, clique aqui

Fonte
Irani Papel e Embalagens
Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo