ESGNotícias

Ibema apoia iniciativa da Voz dos Oceanos em expedição inédita na costa brasileira

O projeto coleta amostras de ostras, vieiras e mexilhões a fim de verificar a presença de microplásticos nos tecidos dos animais

Com o propósito de “embalar o futuro”, a Ibema, uma das principais fabricantes de papel cartão da América Latina, busca desenvolver ações e firmar parcerias que tenham como objetivo combater a poluição e frear o avanço das mudanças climáticas.

Nesse contexto, a empresa apoia iniciativa inédita da Voz dos Oceanos, liderada pela Família Schurmann, voltada ao diagnóstico da presença de microplásticos em organismos marinhos na costa brasileira.

A expedição terrestre teve início em maio deste ano e tem uma duração total estimada em 70 dias, percorrendo cerca de 20 cidades litorâneas do Brasil – de Santa Catarina ao Pará –, com tripulação formada exclusivamente por mulheres. Durante o percurso, são coletados bivalves, organismos marinhos formados por uma concha de duas partes (valvas), como ostras, vieiras e mexilhões.

De acordo com a empresa, as amostras, que serão enviadas para análise em laboratórios da Universidade de São Paulo (USP), são importantes porque esses animais, amplamente consumidos pelos seres humanos, são filtradores e acabam acumulando partículas de microplástico em seu tecido.

“A poluição plástica é uma das principais preocupações ambientais da atualidade e o Brasil, infelizmente, destaca-se negativamente nesse contexto. O país fabrica 11 milhões de toneladas de plástico por ano, mas apenas 1,2% do total é reciclado, segundo dados da WWF e do Banco Mundial. Além disso, cerca de 325 mil toneladas do material vão parar no mar anualmente, de acordo com levantamento da Oceana, organização focada na preservação dos oceanos. Estamos muito atentos a isso na Ibema e embarcar nesse projeto vai ao encontro do nosso compromisso com o meio ambiente”, comentou Thelma Bayoud, gerente de Estratégia e Marketing da Ibema.

A gerente ainda acrescentou que esse é apenas o início de uma parceria entre a Ibema e a Voz dos Oceanos, com a previsão de serem desenvolvidos diversos projetos de mobilização, conscientização, arte, entre outros ao longo dos próximos anos.

RESULTADOS

Quando concluído, o estudo apresentará um diagnóstico de microplásticos em organismos marinhos, abordando também a crescente preocupação relacionada à segurança alimentar que decorre da exposição humana por meio da ingestão de alimentos que vêm do mar.

“Nos últimos dois anos, a Voz dos Oceanos testemunhou a presença de plástico e microplásticos em cerca de 100 destinos nas Américas Sul, Central e Norte e na Oceania. Agora, a expedição terrestre concretiza o pilar científico desse grande projeto. A pesquisa poderá contribuir para os esforços relacionados à redução a poluição dos mares e para mitigar o consumo de alimentos com microplásticos de origem marinha. Trata-se de um tema de extrema relevância não apenas para o Brasil, como também globalmente”, afirmaram Vilfredo e Heloisa Schurmann, líderes da Voz dos Oceanos.

AÇÕES DE SUSTENTABILIDADE

Segundo a Ibema, o apoio ao projeto da Voz dos Oceanos é apenas uma das iniciativas de sustentabilidade da companhia, que tem como um dos objetivos de curto prazo ampliar sua participação no mercado de economia circular.

Atualmente, a empresa conta com três ações nesse sentido. No contêiner do projeto Estação Preço de Fábrica instalado em frente à fábrica de Embu das Artes, na Região Metropolitana de São Paulo, a Ibema recebe vidro, papelão, papel branco, cartolina e papel cartão para reciclagem. Os papéis são transformados nos produtos da linha Ritagli – opção mais sustentável do mercado para embalagens de papel cartão – e também se tornam matéria-prima para a produção de itens da linha catálogos antigos do Boticário.

Além disso, por meio de parceria com a startup de logística reversa Green Mining e a BO Packaging, a Ibema transforma copos de uso único de lanchonetes em luvas de copos para bebidas quentes.

Fonte
Ibema
Mostrar mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo